ARMÁRIO CÁPSULA: OS 5 ERROS MAIS COMUNS

armário cápsula consultoria de imagem com ética sustentável slow alice m vilkn

Você tem medo do armário cápsula? Tem palpitação quando alguém fala que tem menos de 100 peças no armário (oi, tenho 20!)? Já investiu um monte de dinheiro em peças chave de 20 blogs diferentes e continua com a sensação de que não tem o que vestir? Seja lá qual for a sua frustração com armário cápsula, a gente vai resolver hoje. Vem comigo.

PRA COMEÇO DE CONVERSA, O QUE É UM ARMÁRIO CÁPSULA?

Um armário cápsula é um conjunto de peças que pode ser a) o seu armário inteiro b) seu armário de trabalho ou de sair c) uma mala de viagem d) seu armário para uma estação do ano, etc.

O que define esse conjunto é que ele é coeso, íntegro, coerente (eu adoro essas palavras!).

No armário cápsula, as peças combinam entre si de maneira a possibilitar o maior número de looks possível, mas vai além disso. Esse armário, dentro da proposta dele, te possibilita looks diferentes, adequados a situações diferentes, mas que mantém a sua essência ali no meio: o seu estilo.

É o que a gente chama de substância na filosofia, o que permanece. E o que a gente chama de “a sua cara” no dia a dia. As pessoas que convivem com você vão dizer “engraçado, a gente tá num contexto completamente diferente e o seu look continua a sua cara!”.

Não importa o número de peças, o número de combinações, o número de cápsulas, seu armário cápsula só ficou completo quando você não quer mais nada!

De repente, a vontade de comprar passou, a sensação de não ter o que vestir passou longe, você rende muito mais durante o dia porque não perde tempo experimentando nem comprando roupa. Tudo o que você precisa tá ali.

Ficou interessada? Então deixa eu te contar…

…O QUE EU FIZ DE ERRADO NO MEU ARMÁRIO CÁPSULA?

VOCÊ USOU PEÇAS QUE NÃO VALORIZAM O SEU CORPO

A macrotendência minimalista que está coladinha no armário cápsula vem com um monte de saia lápis de malha cinza mescla e você achou que se funcionou blogueira ia funcionar pra você.

Deixa eu pensar em como dizer isso…

Cada indivíduo é perfeito em sua singularidade, cada corpo é um corpo, com suas formas e cores e a gente não tem que ficar moldando, tem que compreender, aceitar e adorar. Agora deixa eu te falar: Não tem nada mais singular do que um corpo que fica bem em malha colada. É realmente uma raridade.

Entenda o formato do seu corpo, seus pontos fortes e fracos, e procura um tecido que não marca a sua lingerie (por favor!). Se você se dedicar, você descobre os cortes e os tecidos que deixam seu corpo maravilhoso. Todo corpo tem uma fórmula para que ele fique esplendoroso. Juro pra você. Se tiver difícil de enxergar sozinha, procura uma consultoria de imagem (comigo, de preferência!).
A consultora de imagem vai te medir, calcular suas proporções, descobrir o que tá te incomodando e usar a geometria para adequar a sua imagem e a sua autoimagem. A gente é maga em fazer mulher parecer mais alta, mais baixa, mais magra, mais gorda, mais proporcional, mais confiante: o que você quiser!

VOCÊ USOU PEÇAS QUE NÃO VALORIZAM AS SUAS CORES

De novo, a história do minimalismo. As marcas mais conectadas a esse movimento estão obcecadas com preto, branco e cinza. Mas o que nós aprendemos na aulinha de coloração pessoal cujo link está aqui? Que cada pessoa tem as suas cores ideais. Existem essas 4 paletas de cores e 3 delas nos deixam abatidas, enquanto uma paleta de cores que nos deixa radiante, e advinha? Preto, branco e cinza estão na mesma paleta (inverno).

Então quais as chances, de 4 paletas, de todas as minimalistas estarem na paleta do preto e branco?

Descobre as suas cores, pega as suas preferidas e faz uma paleta com elas.

VOCÊ USOU PEÇAS QUE NÃO CONDIZEM COM A SUA REALIDADE

Must-have: Camisa branca, saia lápis preta, scarpin preto de salto agulha, jeans e cardigan.

Você reconhece isso de algum lugar? Talvez de mais de um lugar? Todo mundo falando que toda mulher tem que ter peça X ou Y?

Esquece isso.

Cada mulher tem a sua necessidade, ninguém vai andar de cardigan em Fortaleza, nem usar salto agulha pra pegar ônibus, e imagina o desastre da saia lápis pra quem trabalha com criança? Realiza!

VOCÊ ESQUECEU O SEU ESTILO

Lembra daquilo que eu te falei, da substância, daquilo que é “a sua cara”, a sua assinatura?

Não adianta comprar um monte de peças fáceis de combinar, que estejam adequadas à sua realidade, corpo e cores, e elas não dizerem nada sobre você. Você vai olhar pro seu armário e sentir o maior vazio, uma vontade enorme (e meio frustrada) de fazer compras porque você não tem nada pra vestir.

Esse armário cápsula não te pertence, parece de outra pessoa.

VOCÊ USOU PEÇAS QUE NÃO AMA

Sim, esse é o segredo do armário cápsula. Porque depois que você descobriu seus cortes, tecidos, cores, em peças que funcionam pro seu dia a dia e fazem o seu estilo, ainda tem que passar por esse critério.

O amor é o segredo do armário cápsula de sucesso. É ele que dá vontade de repetir look, de levar a mesma peça pra todos os lugares.

Eu tenho 20 peças que me dão vontade de abraçar, que encheram meus olhos de brilho no provador, que eu lavo e cuido com o maior carinho pra que não acabem nunca, e com elas eu nunca me sinto sem opção.

Bem, esses são os erros que mais aconteceram comigo na minha trajetória de mais de dois anos tentando ter armário cápsula, as soluções que funcionaram pra mim e que tem funcionado com as minhas clientes da consultoria de imagem.

Se você se interessou pela consultoria de imagem, entra em contato aqui!

Se você quer fazer isso sozinha, pensa sobre o armário que você tem hoje:

  • Quais as peças que você mais usa? Elas dizem algo sobre a sua realidade.
  • Quais as peças que recebem mais elogio? Elas dizem algo sobre o seu biotipo e cores.
  • Quais as peças que nunca saem de casa? Descubra por quê e você ganha informações valiosas!
  • Quais as peças que dizem que é “a sua cara”? Já sabe, né?

DICA BÔNUS – A TAL DA CINTURA

Hoje em dia, a gente tem uma democratização da moda e do que é tendência, o que é ótimo, mas deixa mais difícil escolher roupas que combinem com tudo.

Exemplo: Se você tem várias calças de cintura baixa no armário, não adianta comprar blusa cropped, a não ser que você queira andar por aí pegando solzinho na barriga. Se pintar uma saia de cintura alta, tudo bem, basta amarrar as camisetinhas ou colocar por dentro.

Por outro lado, se você tá amando a cintura nas alturas e só tem cropped e hot pant, não tem problema também, basta que a altura das suas blusas (a maioria) coincida com a altura das partes de baixo (maioria).

Isso aumenta as chances de as peças combinarem perfeitamente entre si!

Arrumar mala – o guia definitivo

Como fazer a mala sem estragar suas férias

Arrumar mala é sempre aquela coisa, né? Ou a gente acabou de entrar de férias e tá muito cansado, ou já está de férias há um tempo e tá com preguiça, porque diminuiu o ritmo, aí a gente espera até o último instante e faz a mala do jeito que der e acaba levando uma bagagem pesada, e muito mal planejada, esquece o desodorante, tem que comprar um biquini na viagem porque não lembrou que a serra tinha cachoeira, ou torce pra ter secador de cabelo no hotel porque o seu não coube.

Eu diria que 99% das malas são assim, e se você se enquadra nesse número, este post vai te ajudar pra caramba!

Mas tem aquele 1% que fez a mala com uma semana de antecedência, guardou até escova de dentes reserva e fez seu checklist pra não esquecer nada nem na ida nem na volta! #soudessas #claramenteeu.

Acredite se quiser, mesmo que você não tenha nenhuma dificuldade de arrumar mala e traga tudo, se você carrega o seu guarda-roupa inteiro pra estar preparada pra qualquer imprevisto, seja uma festa fina, um luau, ou um jogo de vôlei, esse post também é pra você!

Porque de nada adianta você trazer um kit de sobrevivência gigantesco se não vai conseguir carregá-lo ao longo das suas aventuras (a não ser que você seja o Bear Grylls)!

 

Como arrumar mala para uma ou duas semanas:

Amiga, lugar de levantar peso é na academia! Por isso eu proponho que você faça uma mala levinha, com apenas 8 peças, que gerem 12 combinações. Achou pouco? Vem comigo que eu vou mostrar que é possível sim, e que vale muito a pena!

Primeiro escolha as peças que mais têm a ver com o lugar e com você: Aquelas que você não se imagina sem (ex: calça jeans). Depois encontre as peças que combinem com elas e que combinem também com outras peças, organize na cabeça (ou em cima da cama) o maior número possível de combinações. No final, você vai perceber que algumas peças vão combinar menos que outras, então substitua elas por peças mais versáteis.

Tenha em mente que, em uma viagem, você pode usar uma determinada peça mais de uma vez, e essa peça é provavelmente uma parte de baixo. Então você deve levar muito mais blusas que saias/calças.

Se você está preocupada em parecer que não trouxe muita roupa ao repetir peças, primeiramente lembre-se de que não tem nada de errado em ter um guarda-roupa enxuto, o importante é que ele seja inteligente! Além disso, as pessoas vão te admirar por conseguir trazer tanto estilo numa mala tão pequena! Mas se você estiver viajando com um grupo, e não quer parecer igual todos os dias, separe para usar no começo da viagem as peças que pretende repetir, e finalize o passeio com elas. Assim você mantém o máximo intervalo de tempo entre o seu uso, e não fica parecendo que você só trouxe uma roupa! Hehe.

 

Como arrumar mala para mais de 15 dias:

Sem problemas! Basta levar o mesmo número de peças. É, é isso mesmo! Você vai ter que lavar as roupas simplesmente por questão de higiene, então não adianta levar muito mais roupa, apenas priorize combinações que se multipliquem

O que vai garantir a originalidade dos seus looks serão os diferentes acessórios, então pode abusar de cintos, colares, brincos, um chapéu!

Bolsas ocupam espaço, então tente manter uma básica, porém com identidade, que combine com tudo o que você for levar.

 

Nem só de roupas vive uma mala!

Tão importante quanto as roupas, são a lingerie e os produtos de higiene e beleza. Lembre-se de observar aquelas blusas que pedem um sutiã específico, e não leve muitas calcinhas porque elas podem ser lavadas diariamente (leve um pedaço de sabão de coco junto com os produtos de higiene a lave as calcinhas no banho!)

Pegue leve com a maquiagem. Durante uma viagem, o importante é estar confortável, não parecendo a Kim Kardashian! Mas mesmo para quem faz contorno, é possível levar uma nécessaire mais básica: uma base, um pó, um corretivo, um bronzer, delineador, máscara de cílio e três batons (se você gostar muito deles!) são o suficiente para parecer impecável dia e noite.

como arrumar mala inverno aloka do bicho

De saia de boa, com minha meia-calça térmica

Como arrumar mala para um inverno:

A minha dica mais preciosa para o inverno como o europeu ou Canadá é a meia-calça térmica e a palmilha térmica. Com essa palmilha, você fica aquecida até de all star (não é exagero)! Antigamente, elas eram feitas de lã, mas hoje em dia é muito mais fácil encontrar palmilhas sintéticas, livres de crueldade.

Leve apenas um casaco bom, que barre vento, mantenha a temperatura e tenha bom acabamento. Num inverno rigoroso, a diferença de temperatura entre a rua e ambientes fechados é imensa, e você vai querer tirar o casaco imediatamente ao entrar em um café, por exemplo. Por isso, a estratégia de se vestir em camadas é uma péssima pedida.

Você vai perceber na rua que estão todos usando casacos pretos muito parecidos, então não adianta querer parecer fashion e acabar pegando um resfriado, vá de clássico no inverno.

Quanto as peças de baixo, as blusas e suéteres não vão aparecer quase nunca, pode repetir mais vezes. A única peça que vai aparecer mais é a calça e a bota, então procure um sapato bonito e confortável, e deixe que a palmilha térmica o deixe apropriado pro inverno. Já com a meia-calça térmica, qualquer calça jeans se torna a escolha perfeita!

 

Como arrumar a mala para o verão:

No verão, é muito mais fácil fazer uma mala compacta, já que podemos abusar de tecidos leves e fresquinhos, e eles ocupam pouco espaço na mala. Mas evite os tecidos sintéticos, que podem incomodar no calor, ou pior, começar a cheirar mal no meio do seu passeio. Algodão é a pedida.

Escrevi este post enquanto montava a minha mala para passar 10 dias em Fortaleza, então vou usá-la como exemplo:Como arrumar mala - 12 combinações - Aloka do Bicho

Eu levei em minha viagem 2 shorts, 1 vestido, 1 saia, 5 blusas. Ao todo, 13 combinações. 1 tênis vermelho e um salto preto.

 

Como arrumar mala para a praia:

O mais importante são os biquínis, e estes podem ser muitos porque são pequenos e leves. Ainda assim, se quiser otimizar a bagagem, quando for de mochila, por exemplo, leve conjuntos que podem ser organizados, como por exemplo, um top estampado e uma calcinha de cor lisa.

A maneira mais simples de combinar peças com estampa é achar uma peça lisa (ou estampada!) que tenha uma das cores contidas na estampa.

Fora isso, leve shorts que possa usar com o biquíni. Com uma regata branca por cima do biquini, você pode sair da praia direto para o restaurante, por exemplo. E, convenhamos: em cidade com praia, é o que todo mundo faz. Vestidos soltinhos e estampados também são ótima pedida para emendar um passeio no outro.

Escolha uma sandália delicada para levar à praia, ou deixe uma alpargata na mochila e poderá trocar se for necessário.

 

Como arrumar mala para a cidade:

Em cidades como São Paulo, conhecida pelo tempo instável, a estratégia das camadas que não funciona no inverno europeu, cai como uma chuva. Ops, quer dizer, luva!

Eu considero a viagem que mais permite mostrar nossos conhecimentos de moda, já que podemos usar três ou quatro peças combinadas, mas não pense que isso é motivo para fazer uma mala grande! A terceira peça multiplica ao infinito as opções de looks, dando cara nova às mesmas combinações.

Um cardigan ou casaco sequinho e elegante é o suficiente para renovar o visual de uma semana inteira!

 

Não importa o destino de sua viagem, leve apenas os seguintes sapatos: O confortável e arrumado para o dia a dia, o elegante para ocasiões especiais, o tênis para esportes e caminhadas, e o chinelo.

 

Como arrumar a mala, literalmente:

A calça jeans vai primeiro, dobrada ao meio no fundo da mala. Isso evita que ela amasse. Peças que vai usar primeiro vão por último para que fiquem por cima, eu sempre coloco o chinelo no topo. Leve um saquinho de tnt (do tipo que vem quando compramos sapatos) para trazer a roupa suja na volta.

Depois de guardar as roupas, eu coloco dentro de sacos plásticos os produtos que precisarei levar, que são muitos já que sou alérgica, vegana e faço low poo, lembra? Portanto eu faço sempre um check list dos itens na mala que eu não posso esquecer. Eles são os últimos a entrar porque eu vou usar até o último segundo antes de viajar, como desodorante! Rs.

 

Check list:

 

Na bolsa:

Passagem ou localizador, no caso de avião.

Documentos

Celular, carregador

Máquina fotográfica

 

Na mala:

sabonete

escova e pasta de dente

shampoo e condicionador

leave-in

maquiagem (pode fazer uma sublista aqui)

protetor solar

hidratante

desodorante

demaquilante

calcinha e sutiã

meias

acessórios: chapeu, colar

carregador ou pilhas da máquina fotográfica

 

No final da viagem, a checklist vai ser útil para ter certeza de não deixar nada para trás acidentalmente.

No caso de viagens muito longas, transfira desodorante, escova e pasta de dentes para a bolsa.

Muitos dizem para levar uma mala dentro da mala, no caso de compras. Eu sugiro que você leve uma sacola menor, justamente para evitar as compras por impulso. A falta de espaço vai te fazer comprar com consciência e trazer só o que é realmente importante!

Agora que você já sabe como arrumar a mala, pode se preocupar só com a sua viagem, o roteiro e as coisas lindas que você vai encontrar pelo caminho.

Então, se você vai pra um lugar lindo e com internet: agora é só relaxar e postar suas selfies incríveis no facebook

Mas se você vai pra casa da sua tia no interior: pronto, agora é só preparar suas histórias incríveis e aguardar as mil mensagens no whatsapp quando chegar.

 

Um beijo, e boa viagem!